sábado, 30 de outubro de 2010

A cabra está praticamente em pé!!

Achei engraçado a pose da cabra...Ela está praticamente em pé. Como dizem os gaúchos... Mas Bah, Tchê!! Traduzindo para quem não conhece as expressões: BAH -> o gaúcho usa quando achou legal ou não.  TCHÊ  -> forma de  expressão, não importa a situação.

Como domar um cavalo?

Mostarda é uma eguinha de 1 ano e alguns meses, ela é de personalidade!!!! Tem um pouco da minha hehehehe, difícil de domar! Nesta foto ela está de vento em popa,  para tocarmos nela só mesmo prendendo-a... Compramos uma escovinha para massageá-la... Aos poucos ela vai se acostumando com este povo que não entende nadica de nada sobre cavalos, mas que quer muito aprender.  A lagoa ao fundo tem pouco mais de 1 ano e está cheinha de peixes. 
Depois de pronto o suco ficou com esta cara.... Não dá vontade de saboreá-lo sem pressa??  Pois bem, ficou tão gostoso que vou em busca de novos morangos. Bye, bye!

Suco de morango, de preferência sem agrotóxico.

Outro dia comprei uns morangos direto do produtor numa feira no centro de Porto Alegre e fiz um delicioso suco de morangos. Uma receitinha fácil: 1 cx de morangos, açúcar e água. Fácil, barato e gostoso.  Só é bom lembrar que o morango, dependendo de onde compramos,  é uma fonte de agrotóxicos. Espero que eu não tenha comprado "gato por lebre".

domingo, 24 de outubro de 2010

Adicionar legenda
Abra a janela do seu coração e deixe a alma arejar! Sabe aquele cheiro de mofo de sonhos que envelheceu e você nem se deu conta? Deixe que o vento leve para longe... Ame a pessoa que o espelho reflete todas as manhãs. Escancare a janela dos desejos e esbanje sonhos, ninguém sonha em vão.. Vai além, muito além... VIVA!
Se ficarmos segurando a corda que nos arrasta para trás não teremos mãos livres para agarrar  a corda que nos puxa para frente.

sábado, 9 de outubro de 2010

Morre lentamente

Morre lentamente quem não troca de idéias, não troca de discurso, evita as próprias contradições.


Morre lentamente quem vira escravo do hábito, repetindo todos os dias o mesmo trajeto e as mesmas compras no supermercado. Quem não troca de marca, não arrisca vestir uma cor nova, não dá papo para quem não conhece.

Morre lentamente quem faz da TV o seu guru e seu parceiro diário. Como podem 14 polegadas ocupar tanto espaço em uma vida?

Morre lentamente quem evita uma paixão, quem prefere o "preto no branco" e os "pingos nos is" a um turbilhão de emoções indomáveis, justamente as que resgatam brilho nos olhos, sorrisos e soluços, coração aos tropeços, sentimentos.

Morre lentamente quem não vira a mesa quando está infeliz no trabalho, quem não arrisca o certo pelo incerto atrás de um sonho, quem não se permite, uma vez na vida, fugir dos conselhos sensatos.

Morre lentamente quem não viaja, quem não lê, quem não ouve musica, quem não acha graça de si mesmo.

Morre lentamente quem destrói seu amor próprio, quem não se deixa ajudar.

Morre lentamente quem passa os dias queixando-se da má sorte ou da chuva incessante, desistindo de um projeto antes de iniciá-lo, não perguntando sobre um assunto que desconhece e não respondendo quando lhe indagam o que sabe.

Evitemos a morte em suaves prestações, lembrando sempre que estar vivo exige um esforço bem maior do que simplesmente respirar!!!